30 de Junho de 2011

 

Os operários de Sacavém, Alhandra, Santa Iria e Póvoa, colocaram-se nas jornadas de 8 e 9 de Maio, na vanguarda da classe operária portuguesa. Seguindo o seu Partido de classe, ouvindo o apelo do Partido Comunista para uma greve de 2 dias acompanhada de manifestações pelo Pão e pelos Géneros, muitos milhares de operários e operárias abandonaram as fábricas e desceram à rua.

O "Avante!" vos saúda, heróicos operários e operárias da Fábrica de Louça, da Covina, da Cimento Tejo e de todas as fábricas onde paralizou o trabalho. O "Avante!" vos saúda heróicas filas do povo que, nas marchas da fome, fizeste ouvir bem alto a voz dos explorados e oprimidos.

 

 

Fonte: Jornal "Avante!" de Maio de 1944

publicado por subterraneodaliberdade às 13:31
29 de Junho de 2011

 

Nesta conferência de imprensa queremos expressar a nossa oposição clara aos principais diplomas legislativos aprovados neste Conselho, com destaque para todo o pacote sobre a “governação económica” incluindo a regulamentação obrigatória para o chamado “semestre europeu”, o aprofundamento do PEC e o Pacto euro mais, o reforço do sistema de sanções com diversos processos de multas para os Estados-Membros que não cumpram as normas e novas exigências da Comissão e do Conselho, designadamente na elaboração e execução dos orçamentos nacionais e de outras políticas macro-económicas.

 

 

 

Fonte: PCP

publicado por subterraneodaliberdade às 13:37
tags:

«Candidatadas»
 

«Vou ouvir, como é próprio, os órgãos internos do PSD e amanhã apresentaremos um novo candidato» .

Foi com estas palavras que Pedro Passos Coelho, primeiro-ministro indigitado, justificou anteontem na Assembleia da República a derrota algo ridícula, e sem dúvida humilhante, sofrida por si próprio e o seu partido, ao ver recusada, por duas vezes consecutivas, a candidatura à presidência da AR em que pessoalmente se empenhara.

 

 

Fonte: Jornal "Avante!"

publicado por subterraneodaliberdade às 13:36
28 de Junho de 2011

 

O Programa de Governo apresentado à Assembleia da República confirma a gravidade das políticas que a coligação PSD/CDS pretende aplicar no país. Embora em muitas áreas não explicite todas as medidas e orientações previstas no acordo com a troika, o Programa de Governo apresentado hoje confirma a submissão de todas as políticas do executivo às imposições da União Europeia e do FMI, condicionando e sobrepondo-se a todas as decisões nas várias áreas de governação.

 

 

Fonte: PCP

publicado por subterraneodaliberdade às 21:54
tags:

 

 No es Grecia. Es el capitalismo, ¡estúpido!

Los medios, las consultoras, los economistas, los bancos de inversión, los presidentes de los bancos centrales, los ministros de hacienda, los gobernantes no hacen otra cosa que hablar de “la crisis griega”. Ante tanta vocinglería mal intencionada es oportuno parafrasear aquella frase de campaña de Bill Clinton para decir e insistir que la crisis es del capitalismo, no de Grecia. Que este país es uno de los eslabones más débiles de la cadena imperialista y que es a causa de ello que por allí hacen eclosión las contradicciones que lo están carcomiendo irremisiblemente.

  


Fonte: Cubadebate

publicado por subterraneodaliberdade às 13:50

Lénine, a democracia e o Estado

Este texto foi lido em 13 de Abril de 2011 numa das conferências do ciclo “Lénine e a Democracia”, promovido pela Associação Iúri Gagárine. A ilegítima intervenção da “troika” FMI/BCE/UE apenas se anunciava, na altura. Hoje está consumada e dispõe do poder do Estado para a sua execução. Mas o poder deste Estado ao serviço do capital monopolista, sendo muito forte, não representa todo o poder. Enfrenta a força das massas e, tarde ou cedo, será derrotado.

 

 

Fonte: Odiário

publicado por subterraneodaliberdade às 13:49
27 de Junho de 2011

¿Cómo incrementan los ricos el 10 por ciento de tus riquezas?

Los hombres y mujeres más ricos del mundo superaron el trago amargo de la crisis que estalló en 2008 y que causó la recesión más pronunciada en ocho décadas. En un planeta de 7 mil millones de habitantes, un grupo de 10.9 millones de personas posee activos para invertir por al menos un millón de dólares. En conjunto reúnen una riqueza de 42.7 billones de dólares, 39 veces el producto interno bruto de México. Lo más importante (para ellos): lograron acumular un capital que los regresa al estatus que tenían antes del colapso del sistema financiero en el otoño de 2008, indicó un reporte elaborado por Merrill Lynch-Capgemini, publicado este miércoles.

 

 

Fonte: Cubadebate

publicado por subterraneodaliberdade às 13:50

Rivalidades
O grande capital financeiro está a pôr-se a salvo
 

A crise dos centros mundiais do capitalismo agrava-se rapidamente. O desastre que se avizinha, e a incapacidade do imperialismo o evitar, acirra todas as contradições e rivalidades, num «jogo do empurra» de consequências imprevisíveis.

 

 

Fonte: Jornal "Avante!"

publicado por subterraneodaliberdade às 13:49
26 de Junho de 2011

 

 

Os primeiros comunistas presos

 

Ao longo dos quase cinquenta anos de ditadura, os comunistas foram o alvo preferencial do fascismo. A imensa maioria dos presos que, durante quase meio século, encheram as cadeias fascista era composto por militantes do PCP - o único partido que ousou fazer frente à ditadura, o grande partido da resistência antifascista.

Bem cedo se iniciou a perseguição e prisão de militantes comunistas, ainda na 1ª República. E, na repressão aos movimentos grevistas de protesto operário e às iniciativas de carácter progressista, antes mesmo do golpe de 28 de Maio de 1926, já os militantes comunistas eram o principal alvo das forças repressivas dos vários governos repúblicanos.

O registo das primeiras prisões de membros do PCP remonta o dia 1 de Setembro de 1921. Nesse dia, as Juventudes Comunistas promoveram uma campanha de agitação, com afixação de cartazes nas ruas e nas fábricas de Lisboa, comemorando o Dia Mundial da Juventude Comunista. São presos 12 jovens - Armando dos Santos, Guilherme de Castro, Joaquim José Godinho, Armando Ramos, Sebastião Lourenço, Manuel da Silva Costa, Jorge da Silva Pinheiro, Joaquim Rodrigues, José Madeira Rodrigues, Manuel Francisco Roque Júnior, Matias José Sequeira e José de Sousa (Coelho). Primeiro enviados para a Cadeia do Limoeiro, são depois transferidos para o Forte São Julião da Barra, donde serão libertados na sequênica da insurreição militar de 19 de Outubro desse ano.

 

Estes momentos da história do PCP são também momentos inseparáveis da luta dos trabalhadores e do Povo Português.

 

Fonte: 85 Momentos de Vida e Luta do PCP - Edições "Avante!"

publicado por subterraneodaliberdade às 16:27

Dois desaparecimentos simbólicos
 

Na estrutura da próxima comissão executiva do programa da troika - o chamado governo PSD/CDS-PP – desapareceram várias áreas ministeriais. Duas têm um evidente significado simbólico: o Trabalho e a Cultura.

O Trabalho some-se - reduzido à designação de emprego na Economia (a parte menor), e de desemprego na Segurança Social (a parte maior) – correspondendo, nesse sentido, à perspectiva destruidora e recessiva do «memorando».

A Cultura regressa ao estatuto de secretaria de Estado. Sobre essa matéria é bom clarificar quatro pontos.

 

  

Fonte: Jornal "Avante!"

publicado por subterraneodaliberdade às 16:26
25 de Junho de 2011

Dios bendiga a EE.UU.. Y a sus bombas

Cuando bombardearon Corea, Vietnam, Laos, Camboya, El Salvador y Nicaragua no dije nada por no era
comunista.

Cuando bombardearon China, Guatemala, Indonesia, Cuba, y el Congo no dije nada porque no lo sabía.

Cuando bombardearon el Líbano y Granada no dije nada porque no lo comprendía.

Cuando bombardearon Panamá no dije nada porque no era narcotraficante.

Cuando bombardearon Iraq, Afganistán, Pakistán, Somalia, y Yemen no dije nada porque no era terrorista.

Cuando bombardearon Yugoslavia y Libia por razones “humanitarias” no dije nada porque sonaba muy
honorable.

Luego bombardearon mi casa y no quedó nadie que dijera algo a mi favor. Pero en realidad no importaba. Estaba muerto. (1)

  

 

 Fonte: Cubadebate

publicado por subterraneodaliberdade às 18:41

Não passará
 

Nos últimos dias, particularmente depois das eleições legislativas, o Presidente da República entrou num frenético processo de incontinência oratória. Possuído por um entusiasmo esfuziante, o homem não se cala, desnudando-se, e ao seu pensamento mais profundo, cujas raízes se situam no antes do 25 de Abril.

As declarações feitas a propósito da formação do Governo, são disso exemplo – sendo certo que, mesmo quando diz que não tem nada a dizer, Cavaco está a dizer o que pensa...

 

  

Fonte: Jornal "Avante!"

publicado por subterraneodaliberdade às 18:40
24 de Junho de 2011

O coro dos vencidos
 

Sem novidade, nem surpresa, o acordo para a chamada «maioria para a mudança» junta-se ao coro dos que, inconformados com Abril, elegem a Constituição da República como alvo a abater. Estorvo permanente aos que ao longo dos anos têm tentado impor uma agenda de destruição de direitos, de liquidação de conquistas sociais e de coerciva concentração e centralização do poder económico, a subversão do texto constitucional emerge agora como primeira aspiração dos que projectam, de braço dado com os interesses estrangeiros, a definitiva submissão e venda do país. Um coro de inconformados a que – somando aos inúmeros e independentissímos analistas e comentadores, recauchutados banqueiros ou reles especuladores bolsistas apresentados como empreendedores de sucesso que lhe dão voz – se juntou, no que supostamente deveria ser o dia de Portugal, António Barreto.

 

  

Fonte: Jornal "Avante!"

publicado por subterraneodaliberdade às 19:21

Conferência condena militarização da América Latina pelos EUA

Intelectuais, representantes de movimentos sociais e forças políticas se reuniram em Buenos Aires, na Argentina, na última quarta-feira (1º), para debater o processo de remilitarização da América Latina pelos Estados Unidos. A Conferência Continental sobre Militarização Imperial contou com a presença da escritora, jornalista e membro do Conselho Consultivo do Mopassol, Estella Calloni, que alertou sobre as bases militares norte-americanas instaladas na América Latina.
 
 
Fonte: Movimentos sociais
publicado por subterraneodaliberdade às 19:17

 

Silvio Rodríguez: “No me he olvidado del joven que fui”

Amaury. Muy buenas noches, estamos en Con 2 que se quieran, ahora aquí, en 5ª Avenida y calle 32, en los maravillosos Estudios Abdala. Hoy, cerrando el primer ciclo del programa, un invitado especial, y especial para mí por varios motivos. Muchas veces se ha dicho que yo invito a mis amigos, bueno, ahora soy mucho más osado, ahora invité a un hermano, que en mi caso es mucho más que un amigo. Al trovador, Silvio Rodríguez.

Mi hermano, buenas noches.

Silvio. Buenas noches.

Amaury. Yo sé que en tu apretadísima agenda has hecho un esfuerzo grande por estar conmigo, lo sé, y, no nos hagamos sufrir. Tú me dijiste una vez algo que yo he utilizado mucho: “Estate atento a cómo te quieren y a cómo te tratan los hijos de tus amigos y así sabrás cuánto te quieren tus amigos”.

Silvio. Realmente es algo que aprendí sin darme cuenta, o sea, con el tiempo, con los años, de pronto me percaté de que los hijos de mis mejores amigos me trataban muy bien y me había pasado también, que los hijos de algunas personas que yo creí amigos, y después con el tiempo resulta que no lo han sido tanto, guardaban cierta distancia de mí y entonces fue una cosa que aprendí de la vida. Lo aprendí observando lo que me pasaba.

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Cubadebate

publicado por subterraneodaliberdade às 13:38

A Festa que é de luta
 

No passado fim-de-semana deu-se início às jornadas de trabalho de construção da Festa do Avante! Que, sendo nossa, de todos os comunistas portugueses, é sobretudo, há 35 anos, a grande festa dos trabalhadores, da juventude, do povo e do País – a grande Festa do Portugal de Abril.

 

 

 

Fonte: Jornal "Avante!"

publicado por subterraneodaliberdade às 13:37
23 de Junho de 2011

 

Realizou-se hoje à tarde o plenário de trabalhadores dos ENVC, que contou com a presença de cerca de 700 trabalhadores. Anunciada na segunda feira a intenção de despedimento de 380 trabalhadores, o plenário decidiu a realização de uma manifestação/Tribuna Publica, para quarta-feira dia 29 de Junho, na praça da Republica em Viana do Castelo, em defesa dos postos de trabalho e contra a privatização da ultima grande empresa de construção naval com capacidade de projecto do país.

 

Fonte: PCP

publicado por subterraneodaliberdade às 19:25

 

MAIS DO MESMO PARA PIOR

 

Na altura em que um «novo» governo toma posse, vale a pena – e é necessário – relembrar que muitos «novos» governos tomaram posse ao longo dos últimos trinta e cinco anos – e que todos cumpriram à risca a tarefa de dar continuidade agravada à política de direita.

Foi assim que – ora com o PS (sozinho, aliado com o CDS ou com o PSD); ora com o PSD (sozinho, aliado com o PS ou com o CDS) – esses «novos» governos, cada um dando um novo passo em frente, fizeram Portugal chegar à dramática situação em que se encontra.

 

 

 

Fonte: Jornal "Avante!"

publicado por subterraneodaliberdade às 18:42

 

Reforma da PAC:

Instrumentos de regulação são essenciais!

 

No âmbito da discussão e votação do relatório Dess, sobre o futuro da PAC pós 2013, que terá lugar hoje e amanhã, respectivamente, os deputados do PCP ao PE apresentaram um conjunto de propostas de alteração ao relatório, nas quais se incluem questões essenciais para a salvaguarda do futuro da agricultura nacional.

 

 

 

 

Comunicado de imprensa dos deputados do PCP no PE

publicado por subterraneodaliberdade às 18:35

 

Guerra imperialista contra a Libia 

 

 

A guerra da NATO contra a Líbia destruiu dezenas de infra-estruturas não militares e matou cerca de 250 civis em três meses. A ofensiva é acompanhada por uma intensa campanha mediática que não olha a meios para a apresentar como humanitária e ocultar os que defendem a soberania do país.

 

 

Um dos últimos episódios que desmentem que a Aliança Atlântica age em nome da defesa do povo líbio foi o bombardeamento e destruição de uma fábrica que fornecia oxigénio líquido aos hospitais do país. De acordo com informações divulgadas pelo repórter da Telesur no território, Rolando Segura, além daquela infra-estrutura, também dois camiões carregados de alimentos foram alvo das bombas da Aliança Atlântica na estrada de acesso à cidade de Sirte.

Nos últimos dias, acabaram igualmente arrasados um gerador de energia eléctrica em Tripoli – supostamente anexo ao complexo governamental, do qual não resta já nenhum edifício de pé -, várias instalações da televisão estatal e de controlo de sistemas de comunicação via satélite.

  

 

Fonte: Jornal "Avante!"

publicado por subterraneodaliberdade às 13:32
22 de Junho de 2011

 

 

As crises e a União Europeia

 

Estamos em vésperas de mais um Conselho Europeu, o último durante a Presidência que a Hungria assumiu, nessa partilha com um presidente criado pelo tratado de Lisboa, mas de que raramente se ouve falar. Quem conhece o belga Van Rumpoy, além dos próprios belgas? Cada vez mais, quem fala em nome da União Europeia é Angela Merkel, a chanceler da Alemanha, seja porque os jornalistas já não reconhecem outro líder de facto, seja porque os líderes institucionais (Presidente do Conselho e Presidente da Comissão Europeia) não se assumem como tal, revelando a sua fraqueza e, certamente, o receio de perderem o lugar por, eventualmente, desagradarem à senhora Merkel e aos grupos económicos e financeiros que representa.

Este é um semestre que não deixa saudades. Em diferentes países viveram-se crises políticas sérias. E são crises que persistem. Mesmo que pareçam adormecidas, nalguns casos apenas se arrastam sem fim à vista e, noutros, trabalhadores e populações prosseguem em lutas que são pouco divulgadas. Só as instituições europeias parecem continuar cegas e surdas perante o agravamento de situações que já não se curam com os paliativos do costume. Mais cedo do que tarde, impõe-se ir ao fundo das questões, analisar as suas causas mais profundas e alterar as políticas que lhe estão na origem.

 

 

 

Fonte: Jornal "Avante!"

publicado por subterraneodaliberdade às 13:55

 

 

O "bom aluno"

 

Nas comemorações do 10 de Junho, o Presidente da República, Cavaco Silva, decidiu promover a «aposta na agricultura», afirmando as suas preocupações com o «défice alimentar» português e propondo «um programa de repovoamento agrário do interior, criando oportunidades de sucesso para jovens agricultores».

Acontece que, há 20 anos, o professor Cavaco era o primeiro-ministro de Portugal com maioria absoluta, mas nessa altura as suas preocupações não se prendiam com défices alimentares ou sucessos de agricultores, jovens ou velhos: o seu empenho centrava-se no cumprimento escrupuloso dos ditames de Bruxelas, que ordenavam precisamente o contrário - o desinvestimento na produção agrícola nacional. E não se pense que a prestimosa CEE nos ia apenas às couves e aos nabos: o ataque era de raiz, por assim dizer, e praticou o abate sistemático de culturas inteiras e seculares, como as da vinha e as do olival.

Os 220 mil agricultores que, hoje, continuam a receber subsídios da União Europeia para não produzir já vêm desse tempo, quando o dinheiro vinha às carradas a «subsidiar» o desmantelamento programado da agricultura portuguesa – naturalmente para garantir a produção das potências agrícolas da União, nomeadamente  a França e a Alemanha.

 

  

Fonte: Jornal "Avante!"

publicado por subterraneodaliberdade às 13:55
21 de Junho de 2011

 

Recessão económica, mais desemprego, mais pobreza, mais desigualdades, retrocesso social projectados para as próximas gerações, constitui o cenário do que nos espera do programa do governo e da aplicação das medidas da troika. Por este caminho não vamos lá.
CGTP-IN promove semana de acção de protesto e de proposta, de 11 a 17 de Julho, em todo o país. Há que criar alternativas de construção de esperança e de confiança para o povo e os trabalhadores.

Fonte: CGTP

publicado por subterraneodaliberdade às 20:41
tags:

Mais um caso made in BE. Perder um deputado europeu por questões de fundação do BE é rídiculo. Este grupo? movimento? ou partido?, cheio de indefinições e inconsistências políticas e ideológicas, anda a brincar às politiquices. Não é novidade está no genes. Mas atenção. O BE embora desacreditado, sem o brilho inicial de quem está despido do pecado original, ainda não cumpriu a sua principal tarefa (nem cumprirá), não se esqueçam que o nascimento do BE (cujo o parteiro é conhecido) é quando o PS deita fora a máscara de esquerda e parte à conquista, a galope das políticas neoliberais, do eleitorado de direita. Por que será????

 

 

Comunicado de Rui Tavares

 

"No passado sábado 18 de Junho divulguei uma nota de imprensa na qual respondia a comentários públicos de Francisco Louçã que comigo estavam relacionados. Como é sabido, o coordenador nacional do Bloco de Esquerda, por via das suas duas páginas no Facebook, publicou uma nota de título "4 são mesmo 4" ligando-me à origem de informações erróneas sobre a fundação do BE que teriam vindo publicadas em dois jornais, e nas quais (cito a nota de Francisco Louçã) "Fernando Rosas desaparecia da história" da fundação do BE. Louçã escrevia que um jornalista teria sido "levado ao engano" por "uma conversa com o Rui Tavares", confessava-se "curioso acerca da coincidência de dois enganos tão estranhos" e ia mais longe, escrevendo que "é simplesmente uma falsificação a tentativa de retirar o Fernando desta história e de a refazer com novos protagonistas".

 

publicado por subterraneodaliberdade às 19:27

Uma delegação do PCP esteve esta manhã nos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, para manifestar a solidariedade com os trabalhadores ameaçados de despedimento. No Parlamento Europeu, o PCP já questionou a Comissão Europeia sobre esta situação.

Uma delegação do PCP esteve esta manhã nos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, para manifestar a solidariedade com os trabalhadores ameaçados de despedimento. João Frazão, da Comissão Política, Filipe Vintém e João Correia do Comité Central, acompanhados de outros activistas distribuíram um documento aos trabalhadores e apelaram à luta do defesa dos postos de trabalho.

Também no Parlamento Europeu, a anunciada intenção de despedimento de 380 trabalhadores dos ENVC foi objecto de uma Pergunta Escrita à Comissão Europeia pela deputada Ilda Figueiredo. A deputada comunista denuncia este brutal ataque aos trabalhadores e suas famílias, à economia da região do Alto Minho e à produção nacional.

 

Fonte: PCP

publicado por subterraneodaliberdade às 16:15
tags:
pesquisar neste blog
 
Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
17
arquivos
Nota Subterrânea
Os artigos públicados da autoria de terceiros não significa que o subterrâneo concorde na integra. Significa que são merecedores de reflexão.
links
blogs SAPO