15 de Junho de 2011

Peruanos votaram acreditando na mudança
 

Mais de 7 milhões de peruanos elegeram, domingo, o líder do Partido «Ganha Peru», Ollanta Humala, para a presidência da República, expressando a vontade inequívoca de colocar o país ao lado dos processos progressistas na América Latina.

 

 

De acordo com os dados provisórios divulgados segunda-feira pela Oficina Nacional de Processos Eleitorais (ONPE), quando faltava apurar pouco mais de 10 por cento das assembleias de voto, o ex-militar recolhia 51,3 por cento do total dos boletins já escrutinados.

 

Confirma-se, assim, a derrota de Keiko Fujimori na segunda volta das presidenciais. A filha do ex-presidente do Peru garantia, ao final da tarde de segunda-feira, menos de 49 por cento dos boletins, correspondentes a cerca de 6 milhões e 800 mil votos.

 

Num sufrágio extremamente disputado, o número de abstencionistas cifrou-se em cerca de 14,5 por cento, num total de quase 20 milhões de cidadãos habilitados a votar. No Peru, a comparência às urnas é obrigatória.

 

 

 

Novo rumo

 

 

 

Dirigindo-se aos milhares de apoiantes concentrados na Praça 2 de Maio, Humala fez uma declaração conciliadora mas prometeu que o «crescimento económico será o grande motor da inclusão social que os peruanos pretendem».

 

Reiterando os compromissos que geraram, entre a população, legítimas expectativas de mudança de política, o novo chefe do governo do Peru disse que vai «executar políticas que respondam aos problemas nas áreas da saúde, educação e segurança», e que combatam a corrupção, prometendo igualmente «mudanças na indústria e na agricultura» com o objectivo de criar e redistribuir riqueza.

 

Humala sublinhou ainda que o seu executivo, cuja composição permanece desconhecida, promoverá a «unidade latino-americana» e a «cooperação com os povos da região».


PCP saúda vitória

 

 

 

Reagindo à vitória de Ollanta Humala na segunda volta das presidenciais peruanas, o Secretariado do Comité Central do PCP enviou ao Comité Central do Partido Comunista Peruano uma saudação que abaixo reproduzimos na íntegra.

 

«Os resultados conhecidos até ao momento indicam com segurança que a candidatura de Ollanta Humala saiu vencedora da segunda volta da eleição presidencial no Peru, facto pelo qual vos endereçamos as calorosas felicitações dos comunistas portugueses.

 

«A eleição de Humala, candidatura apoiada pelo PC Peruano e em que confluíram as forças progressistas e democráticas peruanas, representa uma importante vitória popular, cujo significado transcende, inclusive, as fronteiras do Peru, não podendo ser dissociado do contexto de lutas travadas na América Latina e dos avanços da causa da soberania e da emancipação alcançados nos últimos anos, não obstante a evidente escalada interventiva das forças mais retrógradas em articulação com o imperialismo.

 

«O presente triunfo eleitoral e o fracasso da agenda reaccionária da grande burguesia peruana na jornada de dia 5 de Junho, abrem expectativas do início de uma nova etapa da vida política do Peru e da luta do povo peruano e dos seus sectores mais combativos em defesa dos interesses nacionais e da construção de um futuro melhor.

 

«Partilhando da satisfação pela vitória agora consumada, queremos transmitir-vos os votos dos maiores sucessos para a acção e luta em prol dos interesses das amplas massas trabalhadoras e do povo peruano.»

 

 

Fonte: Jornal "Avante!"

publicado por subterraneodaliberdade às 21:53
pesquisar neste blog
 
Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
17
arquivos
Nota Subterrânea
Os artigos públicados da autoria de terceiros não significa que o subterrâneo concorde na integra. Significa que são merecedores de reflexão.
links
blogs SAPO