26 de Junho de 2011

 

 

Os primeiros comunistas presos

 

Ao longo dos quase cinquenta anos de ditadura, os comunistas foram o alvo preferencial do fascismo. A imensa maioria dos presos que, durante quase meio século, encheram as cadeias fascista era composto por militantes do PCP - o único partido que ousou fazer frente à ditadura, o grande partido da resistência antifascista.

Bem cedo se iniciou a perseguição e prisão de militantes comunistas, ainda na 1ª República. E, na repressão aos movimentos grevistas de protesto operário e às iniciativas de carácter progressista, antes mesmo do golpe de 28 de Maio de 1926, já os militantes comunistas eram o principal alvo das forças repressivas dos vários governos repúblicanos.

O registo das primeiras prisões de membros do PCP remonta o dia 1 de Setembro de 1921. Nesse dia, as Juventudes Comunistas promoveram uma campanha de agitação, com afixação de cartazes nas ruas e nas fábricas de Lisboa, comemorando o Dia Mundial da Juventude Comunista. São presos 12 jovens - Armando dos Santos, Guilherme de Castro, Joaquim José Godinho, Armando Ramos, Sebastião Lourenço, Manuel da Silva Costa, Jorge da Silva Pinheiro, Joaquim Rodrigues, José Madeira Rodrigues, Manuel Francisco Roque Júnior, Matias José Sequeira e José de Sousa (Coelho). Primeiro enviados para a Cadeia do Limoeiro, são depois transferidos para o Forte São Julião da Barra, donde serão libertados na sequênica da insurreição militar de 19 de Outubro desse ano.

 

Estes momentos da história do PCP são também momentos inseparáveis da luta dos trabalhadores e do Povo Português.

 

Fonte: 85 Momentos de Vida e Luta do PCP - Edições "Avante!"

publicado por subterraneodaliberdade às 16:27
pesquisar neste blog
 
Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
17
arquivos
Nota Subterrânea
Os artigos públicados da autoria de terceiros não significa que o subterrâneo concorde na integra. Significa que são merecedores de reflexão.
links
blogs SAPO