22 de Junho de 2016

Bandeira.png

 

 

Sobre notícias veiculadas, que não correspondem à verdade, de que o PCP terá dado o aval ao plano de recapitalização da CGD da responsabilidade do governo, esclarece-se o seguinte:

 

 

 

1 - Tal como foi afirmado em conferência de imprensa no passado dia 17 de

Junho, o PCP não só rejeita a privatização do banco público defendida pelo

PSD e CDS, como rejeita as chantagens e pressões da União Europeia e do

BCE que, a pretexto de recapitalização, querem impor um processo de

reestruturação que signifique privatização de novas áreas, despedimentos,

enfraquecimento e descaracterização da CGD.

 

2 - A recapitalização e desenvolvimento da Caixa Geral de Depósitos ao

serviço do povo e do País corresponde a uma necessidade estratégica que não

pode nem deve ser alienada. No entanto, qualquer iniciativa de reestruturação

que a pretexto da necessária recapitalização da CGD, aponte para privatização

parcial, despedimentos e desvalorização do papel do banco público, pondo em

causa as condições necessárias e indispensáveis para que a CGD possa

exercer em plenitude o seu papel enquanto instrumento insubstituível numa

política de crédito, captação de poupanças e financiamento da economia,

integrados numa política soberana de desenvolvimento económico e social do

País, não terá o acordo do PCP.

 

22.06.2016

O Gabinete de Imprensa do PCP

publicado por subterraneodaliberdade às 13:57

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

pesquisar neste blog
 
Junho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
arquivos
Nota Subterrânea
Os artigos públicados da autoria de terceiros não significa que o subterrâneo concorde na integra. Significa que são merecedores de reflexão.
links
blogs SAPO